Os golpes de Dilma

Telegram

Dilma Rousseff, na Argentina, disse que um golpe elegeu Jair Bolsonaro:

“O Brasil entrou em uma rota trágica porque nós corremos hoje o risco de sair de vez da democracia, e mesmo do estado de exceção em que estamos para um estado neoliberal e neofascista (…).

O golpe prendeu e impediu Luiz Inácio Lula da Silva de participar das eleições. As pesquisas mostravam claramente que se ele participasse do processo eleitoral ele ganharia. Então, o estado de exceção se completa com várias medidas que usa a própria lei como um biombo. Retirou-se a presunção da inocência e não se respeitou o devido processo legal. Isso viabilizou uma candidatura que convive com a herança da ditadura e da escravidão”.

As imagens do evento em Buenos Aires mostram que o golpe acabou derrubando também a Dieta Argentina, a preferida de Dilma Rousseff.

Comentários

  • Francisco -

    De fato, na ótica canhestra da ex-presidAnta, o Brasil saiu desse tipo trágico de "DEMOCRACIA SUCIALISTA" (socialismo de súcia, de quadrilha) que ela representa. Como podem dar ainda atenção a

  • NELSON -

    E o que significam quase 58 milhões de votos para a democrata Dilma Rousseff?Que Deus nos ilumine a todos e um abraço fraterno em agnósticos e ateus!

  • elisabeth -

    Dilma não apanhou nada, se passou de vitima somente para os crédulos do partido mais pervertido do país PT, nunca mais,ou morram todos os crédulos em vez de matarem a pátria com suas podridões.

Ler 319 comentários