Os investigados mandam na PF

Telegram

“O ministro Torquato Jardim avisou ao comando da PF que só irá nomear Erika Marena superintendente em Sergipe após uma manifestação da família do reitor Luiz Carlos Cancellier sobre a delegada”, diz Andreza Matais.

Para ser nomeado a um cargo na PF, agora, é preciso contar com o aval dos investigados.

Leia aqui o que publicamos sobre o assunto.

Comentários

  • Tarântula -

    Essa mulher (incluindo) a PF foi no mínimo irresponsável no caso do Reitor. O pior quem levantou provas irreais está muito bem e calada. A vida de um ser humano não vale nada.

  • Nina -

    Essa ordem é para lá de absurda. O ministro Torquato Jardim está mostrando a que veio. Se alguém tinha alguma dúvida, agora não tem mais.

  • -

    Torquato Jardim é um pau mandado. Segovia, vc também ande na linha que a população está de olho.

Ler 60 comentários