Os pagamentos do BMG para ex-dirigente do São Paulo

A Polícia Federal encontrou na quebra de sigilo fiscal do Banco BMG pagamentos para a Consplan, empresa que tem como sócio Osvaldo Vieira de Abreu, ex-diretor financeiro do São Paulo Futebol Clube, diz a Crusoé.

Na última quinta-feira, ele foi alvo de busca e apreensão no âmbito da Operação Macchiato, que investiga desvio de valores e gestão fraudulenta no Grupo BMG.

“Segundo a PF, o banco repassou 20,5 milhões de reais à empresa do ex-dirigente são paulino, sendo 13,9 milhões de reais em 2014 e outros 6,6 milhões de reais em 2015. No período em que sua empresa recebeu os valores, Vieira de Abreu era diretor financeiro do clube. Ele também ocupou outros cargos de direção em períodos anteriores. O Banco BMG patrocinou o São Paulo entre 2010 e 2011.”

Leia aqui a íntegra da nota.

Leia mais: A Crusoé fiscaliza TODOS os poderes e, nesta semana, é a vez do Legislativo.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO