Os parcos e repetitivos argumentos

Kátia Abreu insiste na velha e batida tese de que o impeachment foi vingança de Eduardo Cunha.

Eduardo quem?