Os planos de Rosso

Rogério Rosso, mais do que disputar com Rodrigo Maia (de novo) a presidência da Câmara no início do ano que vem, está preocupado mesmo é em conquistar e aumentar seu eleitorado no Distrito Federal.

O Antagonista conversou hoje com alguns dos principais aliados do deputado:

– O plano A de um nomes mais fortes do PSD de Gilberto Kassab é se lançar candidato ao governo do DF em 2018 e ir para a “guerra” contra uma eventual chapa de Tadeu Filippelli, do PMDB, com Liliane Roriz, do PTB, que seria a vice. Ironicamente, os três são “crias” do cacique Joaquim Roriz.

– O plano B é disputar o Senado e, assim, aos poucos, ir se aproximando do seu sonho de retornar ao Palácio do Buriti, onde permaneceu por oito meses durante um mandato-tampão em 2010, após a queda do então governador José Roberto Arruda, envolvido no escândalo do chamado Mensalão do DEM.