ACESSE

Os US$ 90 de Nestor Cerveró

Telegram

Nestor Cerveró acertou com o Ministério Público Federal devolver mais de R$ 17 milhões aos cofres públicos em razão dos crimes cuja autoria assumiu durante as investigações da Operação Lava Jato. Agora, o ex-diretor da Petrobras está tendo que explicar à Justiça o sumiço de US$ 90.

Essa é a diferença entre o valor declarado por Cerveró no acordo referente a offshore RUSSELL ADVISORS S.A , constituída em Nassau, Bahamas, e o montante efetivamente internacionalizado.  A delação falava em um saldo de US$ 489 mil e foi repassado US$ 488,9 mil.

A Procuradoria-Geral da República questionou no STF a divergência, entre outros pontos do cumprimento do acordo. “Assim, basta que o colaborador apresente a documentação comprobatória de que essa diferença de USD 90,06 também se referem ao pagamento de taxas para que a obrigação em tela seja considerada cumprida”.

A defesa do delator argumenta que os valores depositados no exterior sofreram a incidência de taxas de administração e custódia ao longo do tempo, o que pode ter impactado no saldo da conta no exterior.

 

 

Depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) Mista da Petrobras do ex-diretor da Área Internacional da Petrobras, Nestor Cerveró (Wilson Dias/Agência Braisl)

COMO ELE VIROU O VICE QUE BOLSONARO QUER. Saiba mais

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 9 comentários