EXCLUSIVO: SERRAGLIO DEFENDEU LÍDER DA ‘CARNE PODRE’

Daniel Gonçalves Filho, líder da organização criminosa que envenenava brasileiros com carne podre, ficou à frente da Superintendência de Fiscalização do MAPA no Paraná de 2007 a 2014, quando foi demitido pelo então ministro Antônio Andrade, do PMDB de Minas Gerais.

Osmar Serraglio tentou impedir a demissão do apadrinhado — reuniu membros da bancada do PMDB do Paraná e pediu uma audiência com o ministro. Serraglio fez uma defesa veemente de Daniel, mas Antônio Andrade manteve sua decisão.

Quando a poeira baixou, Serraglio conseguiu emplacar novamente Daniel no comando da SFA/PR em 2015, já na gestão de Kátia Abreu. A situação do ministro da Justiça, depois da operação de hoje, é insustentável.

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200