Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Otto Alencar diz que "se expressou mal" sobre cuidados paliativos

Ontem, durante o depoimento de Pedro Batista, da Prevent Senior, o senador criticou o protocolo da empresa sobre a mudança de classificação de pacientes
Otto Alencar diz que “se expressou mal” sobre cuidados paliativos
Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

O senador Otto Alencar (PSD-BA) afirmou nesta quinta-feira (23) que se expressou mal sobre cuidados paliativos na sessão de ontem da CPI da Covid.

Durante o depoimento de Pedro Batista Júnior, diretor da Prevent Senior, Otto condenou o protocolo da empresa para o mudar a classificação de pacientes com Covid internados em UTIs 21 dias após a infecção. Depois do prazo, eles poderiam ser transferidos para leitos de enfermaria para tratamentos paliativos com sedativos.

O senador comparou a prática à eutanásia.

Depois do depoimento, a Academia Nacional de Cuidados Paliativos divulgou uma nota criticando a fala.

Em entrevista à Folha, Otto esclareceu que não é contra tratamentos paliativos.

Eu não sou contra [cuidados paliativos], conheço profissionais do meu estado. Eu talvez tenha colocado mal. Na minha opinião, um doente que está em UTI e tem chance de vida, o corpo médico deve ir até o fim para salvar a vida dele. Ele só deve sair da UTI se estiver morto.”

Segundo o senador, na Prevent Senior, os pacientes eram desintubados ainda que não tivessem se recuperado da Covid.

“O que acontecia na Prevent: o paciente estava internado, intubado, tinha condições de tratamento e de resolver o problema, mas eles desintubavam e mandavam para ‘paliatizar’. Essa frase estava na boca de todos os médicos com quem conversei aqui.”

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO