"Não tem como encontrar arrumações: Chico é indefensável e o Senado não pode sangrar", diz líder do PSD

“Não tem como encontrar arrumações: Chico é indefensável e o Senado não pode sangrar”, diz líder do PSD
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O líder do PSD no Senado, Otto Alencar, disse a O Antagonista que o episódio do dinheiro nas nádegas do colega Chico Rodrigues (DEM) é “indefensável”.

Para ele, o Senado precisa levar logo o caso ao Conselho de Ética e afastar o senador.

“Não tem como encontrar arrumações: Chico é indefensável e o Senado não pode sangrar. Os fatos narrados até aqui são muito graves e bizarros. Minha posição é pelo afastamento. Eu lamento muito, mas considero indefensável.”

Otto reforçou, dizendo que Davi Alcolumbre precisa abrir imediatamente o processo por quebra de decoro parlamentar.

“Não tenho como achar que não feriu o decoro. Feriu profundamente o decoro parlamentar e a ética. É uma situação que, se o Senado não tomar posição, ficará tão frágil quanto a situação super frágil do senador.”

Em situações anteriores, Otto votou pelo afastamento de Delcídio do Amaral (PT) e Aécio Neves (PSDB).

“De novo, não dá para o Senado esperar. Não tem como aceitar essa história de ele tirar licença para votarmos isso depois. Isso não existe. Não tem meio termo nisso, não tem como postergar isso.”

O PSD é hoje a segunda maior bancada do Senado, com 12 senadores, atrás somente do MDB, que tem 13 senadores.

Leia mais aqui sobre operação para abafar o caso.

Leia mais: Combo Crusoé e O Antagonista+: comece a ler por apenas R$ 1,90
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 23 comentários
TOPO