Ou agora, ou nunca

Michel Temer se encontra nesta quarta-feira com Geraldo Alckmin.

Segundo O Globo, ele vai tentar “minar uma dissidência no PSDB que ameaça tomar corpo com o patrocínio do governador paulista”.

O PSDB tem pouco tempo para agir.

Ou derruba Michel Temer nos primeiros meses de 2017, acelerando o julgamento no TSE, ou continua com ele até 2018.

Se os tucanos escolherem permanecer com Michel Temer, o melhor para Geraldo Alckmin é se desmarcar do governo e migrar para o PSB.