Outra armação de Pimentel

Fernando Pimentel e seus acólitos continuam armando na Assembleia Legislativa de Minas Gerais.

Na sessão que definirá a abertura ou não da ação penal contra o petista enrolado na Acrônimo, a mesa diretora decidiu que os deputados não serão obrigados a pronunciar o seu voto, como prevê o regimento da Casa. O voto será aberto, mas apenas no painel.

A oposição vai acionar o Tribunal de Justiça do estado para tentar reverter as manobras de Pimentel.

Pois é, o Tribunal de Justiça mineiro…