Outro derrotado nas urnas quer salvar indicações políticas

Outro deputado que não foi reeleito, o tucano Caio Narcio, manobra para manter as indicações políticas em estatais e agências reguladoras.

Ele tem repetido aquele jargão de que “a política não pode ser criminalizada”.

Até o general Hamilton Mourão já comentou a história do ex-motorista de Flávio Bolsonaro CONFIRA AGORA

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Ler mais 37 comentários
  1. No meu Código Penal tem um monte de crimes que podem ser cometidos por políticos: corrupção passiva, peculato, prevaricação, concussão, etc. Ah, tem a lei da Lavagem de dinheiro, Lei da ORCRIM

  2. A política não pode ser criminalizada… Mas os políticos, SIM!!! Podem e DEVEM ser criminalizados! Fora, seus vermes, corruptos, safados, bandidos!!! Não aguentamos mais vocês!! Pro inferno!

  3. Bandido não quer ser criminalizado, não quer ser tratado com desconfiança. É triste ver o País nesta situação que bandido exige direitos iguais ao cidadão honesto e trabalhador. Tem juiz que c

  4. Imaginem: Um baú de madeira com queijo e cheio de ratos. Ai, abrem a tampa e dão um chute na lateral. Sai rato pulando pra todo canto e alguns insistem em querer ficar. Assim estão alguns derrotado

  5. Tão sacana qto. a safadeza do CNJ , é a tentativa desse bando de sanguessugas de continuar corrompendo o sistema. Raça maldita, sepulcro caiado, fariseus, charlatões!! Como votar nesses lixos??

    1. Não só ANS, até onde pesquisei, TODAS as Agências são cabide de emprego, balcão de negociatas, angariadora de propinas.

  6. O novo governo tem que afastar todos os indicados políticos e eliminar o viés politico implantados nas agências reguladoras. Na medida do possível aproveitar o efetivo técnicos das agência

  7. Vamos ter q regular quais atos são politicos, nesse País. debate oficial com pauta, agenda, discussões, projeto e acabar a farra diárias, passagens áerea comitivas. fim encontros nada democrá