Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Pacheco: "Considero o indiciamento do senador Heinze um excesso"

Presidente do Senado, no entanto, disse que não vai interferir nos trabalhos da CPI e que decisão será dos senadores da comissão
Pacheco: “Considero o indiciamento do senador Heinze um excesso”
Foto: Adriano Machado/Crusoé

Rodrigo Pacheco (foto), presidente do Senado, acaba de divulgar a seguinte nota:

“Nunca interferi e não interferirei nos trabalhos da CPI. Mas, pelo que percebo, considero o indiciamento do senador Heinze um excesso. Mas a decisão é da CPI.”

Pacheco, não custa lembrar, só instalou a CPI após determinação do ministro do STF Luís Roberto Barroso.

Como noticiamos mais cedo, durante a última sessão da CPI da Covid, Renan Calheiros (MDB) acolheu uma sugestão de Alessandro Vieira (Cidadania) e incluiu o colega Luis Carlos Heinze (PP), na lista de possíveis indiciados.

O anúncio foi feito após Vieira interromper a leitura do relatório em paralelo de Heinze, que defendia pela enésima vez o inexistente “tratamento precoce” contra a Covid.

O relatório de Renan deverá ser votado ainda hoje.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO