Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Padre Robson gastou R$ 1,3 milhão de associação com mineração, diz MP

Segundo o Ministério Público de Goiás, o padre Robson de Oliveira Pereira gastou R$ 1,3 milhão desde 2013 com exploração de jazidas de ouro e outros minérios no estado.

De acordo com reportagem da revista Época, o dinheiro foi desviado da Associação Filhos do Pai Eterno (Afipe), gerida pelo padre até semana passada, quando ele pediu afastamento diante das acusações de lavagem de dinheiro feitas pelo MP na Operação Vendilhões.

O MP afirma que o dinheiro foi liberado para mineração pela conselheira fiscal da Afipe, Celestina Celis Bueno.

A Afipe aguarda ainda a liberação de nove concessões de exploração de ouro e níquel nos municípios goianos de Iporá, Niquelândia, Campestre de Goiás e Trindade.

O padre Robson é acusado de apropriação indébita, falsificação de documentos, lavagem de dinheiro e associação criminosa por ter comprado fazendas e apartamentos e fazer investimentos próprios com dinheiro da Afipe, que é financiada por doações.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO