Painel de vacinados do Ministério da Saúde estreia sem dados de SP

Painel de vacinados do Ministério da Saúde estreia sem dados de SP
Foto: Isac Nóbrega/PR

O Ministério da Saúde estreou um painel na internet que registra o número de doses aplicadas de vacinas contra a Covid-19. Ele traz dados defasados e não tem os números de São Paulo e do Rio Grande do Norte.

O novo painel, também chamado Brasil Imunizado, não faz parte do Painel Coronavírus, que exibe o número acumulado de mortes e de casos, com destaque para a quantidade de “recuperados”.

É possível verificar os estados faltantes procurando por região. São Paulo está ausente dos números do Sudeste:

Reprodução/Ministério da Saúde
O Rio Grande do Norte não está nos dados de vacinados no Nordeste:

Reprodução/Ministério da Saúde
Procurada, a assessoria de imprensa do ministério não soube informar quando o novo painel de vacinados entrou no ar. Em nota, antes de ser questionada sobre o assunto, informou que “[o]s estados de São Paulo e Rio Grande do Norte optaram por soluções próprias”.

A vacinação no Brasil começou há 10 dias, em 17 de janeiro, logo depois de a Anvisa autorizar os pedidos de uso emergencial da Coronavac e da Covishield.

Além da ausência de dois estados, alguns números estão defasados.

Na tarde desta quarta (27),  o painel mostrava apenas 277 180 doses de vacinas aplicadas no país. Dessas, 23 139 em Minas Gerais, por exemplo. Mas o “vacinômetro” do governo mineiro já mostrava nesta tarde 115 219 vacinados.

Reprodução/Ministério da Saúde
Reprodução/Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais
O Ministério da Saúde ainda não explicou por que Minas Gerais, que também tem seu vacinômetro próprio, está no painel do governo federal, ao contrário de São Paulo e Rio Grande do Norte.

O vacinômetro de São Paulo, na tarde desta quarta (27), mostrava 224 844 doses aplicadas, o que seria suficiente para elevar o total exibido pelo painel federal em mais de 80%.

** ATUALIZAÇÃO: A assessoria de imprensa da secretaria estadual de Saúde paulista informou a O Antagonista já ter solicitado acessos ao DATASUS para iniciar o processo de integração de sua plataforma Vacivida ao sistema do Programa Nacional de Imunizações, e aguardar liberação.

Leia mais: A causa desse desgoverno é política, como mostra a Crusoé desta semana.
Mais notícias
TOPO