Pais de Marielle são contra federalização do caso

Em entrevista coletiva realizada nesta quinta-feira, os pais de Marielle Franco disseram ser contrários à federalização das investigações sobre o assassinato da vereadora.

A proposta de federalizar o caso foi feita por Raquel Dodge, que apresentou o pedido ao STJ.

“As famílias são contra a federalização. Considero desnecessário, já que o Gaeco tem se empenhado bastante. Os suspeitos serão ouvidos em breve. A gente não sabe na mão de quem vai cair esse processo, como vão conduzir”, disse a mãe de Marielle, Marinete Silva.

“Vai ser mais doloroso para a gente e muito mais moroso do que já é. A gente precisa que isso fique aqui no estado. Foi aqui que aconteceu tudo.”

O pai de Marielle, Antônio Francisco da Silva Neto, também é contra a federalização.

“É um pedido desnecessário. Não há essa necessidade. Vai para a esfera federal começar um inquérito agora, que já tem esse longo período de investigação. Nós acreditamos que as autoridades do Rio já avançaram. Se esse interesse de federalizar existe, que [Dodge] pedisse antes e não final do seu mandato”, criticou.

Comentários

  • Observer -

    Que medo que a verdade venha à tona !

  • Wilton -

    Quem deve, teme! Eles têm medo de a verdade vir à tona! A polícia carioca é amiga, influenciável pelo PSOL, só ela pode manter a retórica da "heroína" dos favelados tr@ficantes contra as mil

  • Gonçalo -

    Toma mais essa Dodge. Pegue o seu banquinho e saia de fininho...

Ler 27 comentários