Palavra de ex-executivo da Odebrecht

O Estadão noticia que João Antonio Bernardi Filho, ex-executivo da Odebrecht, relatou à Lava Jato ter aberto a offshore Hayley SA, no Uruguai, para ocultar a fortunado de Renato Duque.

“Entre 2009 e 2010, a Hayley recebeu por volta de 5 milhões de dólares”, disse o novo colaborador da Justiça.

Pois é, Renato Duque, a casa já caiu e ninguém vai salvá-lo.