Palocci cobrou 1% de propina pelas sondas da Sete Brasil

Antonio Palocci cobrou pessoalmente da Odebrecht a propina de 1% destinada ao PT pelas sondas da Sete Brasil.

O relato foi feito por Márcio Faria e reproduzido pelo Valor.

O depoimento é particularmente importante para a Lava Jato porque mostra que Pedro Barusco, operador de propinas dentro da Petrobras e da Sete Brasil, cumpria ordens diretamente da cúpula do partido.

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200