PALOCCI NO ALVO DO MPF EM BRASÍLIA

A IstoÉ informa que o MPF no DF abriu duas novas investigações contra Antonio Palocci por pagamentos suspeitos recebidos da Caoa e do Pão de Açúcar. Os procedimentos são desdobramentos de outro inquérito que corria contra o ex-ministro.

Segundo o procurador Frederico Paiva “há indícios de que os serviços não foram prestados”.

Palocci recebeu mais de R$ 5 milhões pelas supostas consultorias. No caso do Pão de Açúcar, o dinheiro foi depositado na conta do escritório de Márcio Thomaz Bastos.

Sobre a Caoa, o procurador diz que o contrato teria sido forjado para “acobertar a prática do crime de tráfico de influência, ocorrido no processo de edição de medidas provisórias que, ao concederem benefícios fiscais à indústria automobilística”.

“Caso confirmadas as irregularidades, ficariam confirmados ilícitos na evolução patrimonial de Palocci”, diz a Procuradoria.

despacho_palocci_2

despacho_palocci_3

despacho_palocci_4