Palocci pede acesso a íntegra da leniência da Odebrecht

Palocci pede acesso a íntegra da leniência da Odebrecht
O ex-ministro da Casa Civil e da Fazenda Antonio Palocci (PT) deixa o Instituto Médico Legal (IML) em Curitiba para exame de corpo de delito. Palocci foi preso temporariamente na 35ª fase da Operação Lava Jato, intitulada Omertà, que investiga indicios de relação criminosa entre o ex-ministro e a empreiteira Odebrecht

Os advogados de Antonio Palocci pediram à 13ª Vara de Curitiba acesso à íntegra do acordo de leniência da Odebrecht.

A defesa do ex-ministro petista da Fazenda solicitou ao juiz da Lava Jato no Paraná, Luiz Antonio Bonat, a extensão da decisão que concedeu a Lula acesso à íntegra do acordo.

O ex-presidiário conseguiu acesso aos documentos no início do mês, por determinação do STF (leiam-se Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski).

Leia mais: STJ: os ministros e seus familiares abastados que advogam na corte
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler comentários
TOPO