ACESSE

Papai do Céu na aposentadoria

Telegram

Marco Feliciano não aceita que a pauta de costumes só seja votada depois da reforma previdenciária.

Ele defendeu a análise imediata, por exemplo, de seu projeto Papai do Céu na Escola.

Ele explicou do que se trata à Folha de S. Paulo:

“Prevê o ensino religioso sem citar nenhuma religião, apenas ensinar que temos um Criador bom, justo e que tudo vê.”

Comentários

  • Eliane -

    Cada uma!!!!!

  • Renato -

    O que me causa estranheza é a parte ateísta ou agnóstica do eleitorado de Bolsonaro, desconsiderar que o candidato falava o tempo todo de Deus. Deus acima de todos. É parte da pauta, sim.

  • Ana -

    Affe...

Ler 139 comentários