Para americanos, Petrobras não é vítima

O Estadão noticia que agentes americanos estiveram na semana passada no Brasil, para recolher documentos da Lava Jato que possam embasar a ação coletiva que corre em Nova York contra a Petrobras. José Sergio Gabrielli e Graça Foster devem ser citados.

O dado mais interessante está na metade final da reportagem: os advogados dos acionistas não reconhecem a Petrobras como vítima do petrolão.

“Para (o advogado Jeremy) Lieberman, as propinas obtidas pelos ex-diretores da estatal no esquema de corrupção beneficiaram o governo da presidente Dilma Rousseff, o que não pode assegurar status de vítima à Petrobras”. O raciocínio de Lieberman é simples: como o governo é o acionista majoritário, o que é bom para o governo é bom para a empresa.

Com americanos, não tem conversa mole.

Don’t mess with me, PT

Faça o primeiro comentário