Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Para Amin, eventual filiação de Bolsonaro ao PP provocará 'ciúmes' em Brasília

O senador catarinense gostaria de ter o presidente novamente como colega de partido, mas defende que a decisão não seja tomada agora
Para Amin, eventual filiação de Bolsonaro ao PP provocará ciúmes em Brasília
Foto: Roque de Sá/Agência Senado

O senador Esperidião Amin, do PP de Santa Catarina, disse a O Antagonista que “saudaria” uma nova filiação de Jair Bolsonaro ao partido.

“Ninguém se perde no caminho de volta. O PP foi a casa onde o Bolsonaro mais esteve politicamente. Eu saudaria a filiação dele com a maior satisfação, consideraria ele voltando para casa”, justificou.

Mas Amin fez uma ponderação.

“A dúvida que tenho não diz respeito ao PP nem a mim. Acho que, neste momento, a filiação de Bolsonaro a qualquer partido trará muitos mais grilhos que vantagens. E o principal grilho se chama ciúme.”

O senador emendou:

“Os partidos que não venham a ser contemplados com a filiação dele vão se sentir prejudicados e haverá o risco de perderem filiados para o partido que o Bolsonaro escolher.”

Para Amin, Ciro Nogueira na Casa Civil de Bolsonaro “certamente vai reduzir a dimensão dos problemas políticos e das contendas existentes”. Mas a filiação do presidente ao PP teria consequências imprevisíveis, ainda no entender do senador.

“Por que nomeou o Ciro na Casa Civil? Pela governabilidade. Agora, ele [Bolsonaro] vai se filiar ao PP? Isso ajuda ou vai criar mais ruído? Acho que o presidente tem um prazo mais dilatado para tomar essa decisão.”

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO