ACESSE

Para atingir Moro, Aras desengaveta denúncias investigadas e arquivadas pela própria PGR

Telegram

A decisão de Augusto Aras de desengavetar o acordo com o doleiro foragido Rodrigo Tacla Duran é ainda mais escandalosa quando se considera que suas alegações sobre o padrinho de casamento de Sergio Moro, o advogado trabalhista Carlos Zucolotto, já foram investigadas e descartadas pela própria PGR.

Em 27 de dezembro de 2018, de fato, o vice-Procurador-Geral da República, Luciano Mariz Maia, arquivou o processo por absoluta falta de provas.

Leia também: Bolsonaro mandou investigar Witzel?

Comentários

  • ERALDO -

    Está parecendo uma conduta q beira à prevaricação do PGR, pois as evidências apontam que a finalidade é tentar atingir S. Moro para agradar o Presidente. Tudo para mirar uma vaga no STF. Sem isenção.

  • Carlos -

    Pilantra, pau-mandado, traste! Esse Aras não honra a calça que veste. Lixo!

  • Marcio -

    O Brasil está perplexo com esse procurador. O povo tem que pedir a cabeça desse cidadão chamado Aras.

Ler 178 comentários