ACESSE

Para Eliana Calmon, decisão de Toffoli é "retrocesso em nível internacional"

Telegram

Em entrevista à Folha, Eliana Calmon, ex-corregedora nacional de Justiça, disse que a decisão de Dias Toffoli de suspender as investigações que tenham utilizado dados do Coaf sem autorização judicial prévia é “um retrocesso em nível internacional”.

“É realmente um retrocesso em nível internacional, inutilizando investigações importantíssimas. Até a Suíça abriu os seus cofres para mostrar o esconderijo, porque o Brasil era uma grande lavanderia. Hoje, o mundo civilizado está muito preocupado com a lavagem de dinheiro”, disse.

Calmon também afirmou que o Coaf “é um órgão importantíssimo”.

“O Coaf diz onde estão sendo realizadas operações atípicas. Informa aos órgãos de controle do Estado, como o Ministério Público, os tribunais de contas, a polícia. A partir daí, começam as investigações.”

Exclusivo: 3 semanas antes de Toffoli travar investigações baseadas em dados do Coaf e da Receita, o Fisco pediu explicações a empresas que contrataram os serviços do escritório da mulher dele. LEIA AQUI

Comentários

  • Lucia -

    Toffoli envergonha o Brasil! Com suas decisões estapafúrdias à favor da criminalidade, faz do Brasil uma republiqueta sem lei, sem ética, sem justiça! Vergonha de ser brasileira!

  • Paulo -

    TRANSPARENCIA INTERNACIONAL, FMI, OCDE, CORTE INTERAMERICANA, QUANTO MAIS TRANSPARENCIA, MELHOR O PAIS, PRA INVESTIR, QUANDO UM JUIZ PRESIDENTE DA CORTE NO RECESSO, MONOCRATICO, REMOVE FERRAMENTAS.

  • Fátima -

    Toffoli é uma vergonha em nível internacional. Pobre STF.

Ler 49 comentários