Calem a boca, Maduro e Morales

Os presidentes da Venezuela, Nicolás Maduro, e da Bolívia, Evo Morales, criticaram o resultado do impeachment ontem na Câmara.

Chamaram de golpe o avançar do processo.

Maduro chegou a colocar imagens do MST em seu Twitter, para dizer que “a direita do continente desconhece a soberania popular”.

Na mesma rede social, Morales afirmou que sente “indignação pelo julgamento político” e acrescentou que a “batalha será vencida pelo povo”.

Calem a boca.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

  1. Ler mais 20 comentários
    1. Quando o playBOSTA do facebocÓ se encontrou com a presidANTA e ouviu o assobio (voz de anta) de que a (falta de) idéia era uma “união” face-SUS, viu-se na cara (de espanto dele) que… Só depois disso é que passaram a tirar (aos montes) do ar páginas e páginas.

    2. Hoje será o dia todo de notícia e contra notícia…vejo sinal de fraqueza na volta de Lullarápio para SP…nos atos de violência…faca na Paulista, ataque aos carros no estacionamento do Congresso….Zé Merdaldo dizendo que Lula fez o que pode…estes sinais são de fraqueza…Globonews insistindo em haver dois Brasis..mentira é 90% contra 10%..paga..10 mortadela armada…neste calor vai dar desarranjo intestinal…típico…forçs Brasil…13h30m rumo à Paulista até o fim….