"Para o Brasil voltar a crescer, precisa diminuir o tamanho do Estado", diz Alckmin

Telegram

Geraldo Alckmin disse hoje em Florianópolis que “sem crescimento, não tem solução”.

“Hoje há uma dificuldade fiscal muito grande das prefeituras, dos estados e da União, que, além de não investir, ainda gasta todo ano 120, 130 bilhões [de reais] a mais do que arrecada. O Brasil precisa voltar a crescer. Voltando a crescer, claro, todos os governos vão arrecadar mais.

Para voltar a crescer, precisa diminuir o tamanho do Estado. Precisamos fazer um ajuste fiscal, que nós pretendemos fazer rapidinho, se Deus quiser, se for eleito, a partir de janeiro, como fiz em São Paulo, sem aumentar impostos. Nós investimos muito em reduzir a carga tributária.

[É preciso] Simplificar o modelo tributário, que hoje é muito complexo, destravar a economia, reduzir custo de dinheiro, [promover] abertura comercial com maior exportação e conquista de mercados, [cuidar da] educação básica.

O Brasil, para crescer, precisa ter investimento. Para ter investimento, precisa ter confiança de que as coisas vão caminhar bem, no caminho da modernização, da competitividade, da eficiência.”

Mas, sem crescimento em intenções de voto, não tem solução.

Comentários

  • Yara -

    Geraldo Alckmin é nossa melhor opção para um Estado de bom tamanho !

  • Leoni -

    O Antagonista sendo o Antagonista. Mesmo quando tem pública uma nota significativa escorrega na conclusão enviesada e torcedora. Não seria mais jornalístico contestar as palavras do Geraldo Alckmin é expor por quais motivos ele poderia não ter razão? O Geraldo Alckmin tem razão nas suas palavras, tem experiência comprovada para desenvolver a administração do Estado Brasileiro mesmo sob muita pressão e terá os votos necessários no tempo certo.

  • Elton -

    O Estado deve administrar coisas prioritárias a população como saúde segurança e educação, por conseguinte o estado deve diminuir sim. Geraldo tem visão e sabe o que é preciso para melhorar o Brasil. É o mais preparado não há dúvidas.

Ler 77 comentários