Para o PSL, Bolsonaro blefa

Na entrevista exclusiva a O Antagonista, Jair Bolsonaro disse que não vai deixar o PSL “de livre e espontânea vontade”. Mas não entrará em uma briga com o presidente da sigla, Luciano Bivar, se o deputado pernambucano decidir afastá-lo, ressalvou. O presidente avisou, no entanto, que, caso saia, “a tendência do PSL é murchar”.

Na visão do grupo que domina a legenda, o presidente não tem para onde ir, mas utiliza a ameaça como uma forma de tentar impor algumas determinações ao partido, informa a Crusoé.

Leia:

No PSL, ameaça de deixar o partido é avaliada como blefe de Bolsonaro

Comentários

  • Cacos-de-vidros -

    Biofêmea deve adorar paw de arara do Kid Bengala entrando dentro...

  • Presidente-XVII -

    Hahaha. O que era o PSL antes da entrada de Jair Bolsonaro, que fez, a nível federal, o partido ir de 51 pra 52 deputados eleitos, e hoje, ter uma bancada de 54 deputados? Era um partido...

  • Justiceiro -

    Se o presidente sair eu também saio do time de eleitores do PSL. Sem Bolsonaro o PSL não é nada. Meu nome é Justiceiro!!😈

Ler 14 comentários