Para onde vai Marta Suplicy?

O PSB quer Marta Suplicy, o PMDB também, o PSD  (ou futuro PL) idem.  Entre os grandes partidos, só o PSDB e o DEM (se é que o DEM ainda pode ser considerado como tal) não a querem. Mas e Marta, o ela que quer, além de vingar-se dos seus desafetos Dilma Rousseff, Aloizio Mercadante, Rui Falcão e Juca Ferreira? Ela quer o que Lula desejar. O que for mais conveniente para o chefe barbudo lançar-se à Presidência, em 2018, já dissemos aqui, seja como situacionista, seja como “oposicionista” (leia o post “Lula lá na ‘oposição'”).
Se Marta sair mesmo do PT — Lula pode achar melhor que ela fique, para  incomodar de dentro e tentar retomar o controle do PT paulista –, O Antagonista acredita que o seu caminho mais provável será o PMDB. Os peemedebistas precisam de um candidato viável ao governo de São Paulo daqui a quatro anos, e Marta no PMDB poderia garantir a Lula o apoio do partido-onde-sempre-cabe-mais-um à sua própria candidatura, diminuindo a chance de um aventureiro dilmista se lançar à Presidência. 
Marta é só isso, portanto: uma moeda de troca de Lula.

Faça o primeiro comentário