Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Para posse de Mendonça, Bolsonaro terá que se vacinar ou apresentar PCR

O presidente da República diz que não se imunizou contra a Covid; o novo ministro do STF será empossado no próximo dia 16
Para posse de Mendonça, Bolsonaro terá que se vacinar ou apresentar PCR
Reprodução/Foco do Brasil/YouTube

Jair Bolsonaro (foto) terá que se vacinar contra a Covid ou apresentar um teste negativo para a doença se quiser participar da posse de André Mendonça no STF, marcada para o próximo dia 16.

A determinação é a mesma para qualquer pessoa que queira entrar no Supremo e consta em resolução assinada no fim de outubro pelo presidente da Corte, ministro Luiz Fux.

O Antagonista apurou que essas comprovações já são cobradas em todos os eventos com autoridades realizados no STF em meio à pandemia.

De acordo com a resolução em vigor, todos os frequentadores do tribunal devem apresentar certificado de vacinação emitido pelo aplicativo Conecte-SUS, do Ministério da Saúde. Já as pessoas não vacinadas precisam mostrar teste negativo feito 72 horas antes. O uso de máscaras continua obrigatório.

Como mostramos, o advogado de Bolsonaro Frederick Wassef  já foi barrado pela segurança do Supremo por não apresentar o comprovante de vacinação — ele tentava acompanhar os julgamentos sobre o caso da rachadinha envolvendo Flávio Bolsonaro.

Também já noticiamos que órgãos públicos não têm exigido comprovação de vacina para autoridades. Na Câmara, por exemplo, para a aprovar a PEC dos Precatórios, Arthur Lira liberou geral e permitiu que prefeitos lotassem o Salão Verde sem comprovar a imunização.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....