"Para que isso?"

“Para que isso?”
Fonte: Pixabay

Como registramos mais cedo, a Frente Parlamentar Agropecuária do Congresso não vai se pronunciar sobre a declaração de Eduardo Bolsonaro a respeito da China e a reação da embaixada do país asiático.

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) também não se manifestou sobre o risco de retaliação por parte da China, um dos principais parceiros do agronegócio brasileiro.

O Antagonista apurou que representantes do agro, nos bastidores, demonstram indignação com a atitude do filho do presidente da República. A avaliação é a de que, ainda que Eduardo tenha sua opinião sobre a China, ele, como filho do presidente, precisa, obviamente, medir as palavras.

“O que todo mundo está se perguntando desde ontem é: ‘Para que isso?'”, disse, em reservado, a este site uma das lideranças do agronegócio no Brasil. Segundo a fonte, a declaração de Eduardo Bolsonaro é assunto em todos os grupos do ramo e preocupa investidores do setor.

Leia mais: O inquérito que investiga a estrutura por trás dos atos antidemocráticos se aproxima do gabinete presidencial, da família Bolsonaro e do núcleo de assessores palacianos conhecido como “gabinete do ódio”
Mais notícias
TOPO