Para secretário, Umanizzare é “empresa conceituada”

Três meses atrás, o secretário de Administração Penitenciária do Amazonas, Pedro Florêncio, era só elogios à Umanizzare, que administra o Compaj, palco do massacre de ontem.

Em carta à diretoria, elogiou a conduta dos funcionários da “conceituada empresa”, marcada por “alto grau de profissionalismo” e “abnegação”.

As loas foram tecidas por Florêncio, após vistoria ao Compaj. Se estivesse menos preocupado em elogiar empresas do ramo, que financiam a campanha de seu chefe, talvez detectasse os sérios problemas que culminaram na guerra aberta de ontem.

Faça o primeiro comentário