ACESSE

Para ser sniper, atirador tem de acertar 100% dos disparos

Telegram

Os snipers, atiradores de elite que o governador eleito Wilson Witzel quer usar para “abater” traficantes armados com fuzis, são treinados pela Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) da Polícia Civil e pelo Bope da PM para atuarem como último recurso, em momentos de crise, especialmente se um bandido ameaça matar um refém, registra O Globo.

“As exigências são grandes. No último curso da Core, 56 candidatos foram submetidos a provas eliminatórias, com testes físicos e questões de matemática e física (para saber, por exemplo, se o candidato é capaz de calcular dados como distância e velocidade). Desse total, apenas 14 foram aprovados, e só 12 chegaram ao fim do curso, conquistando o título de atirador de elite.

O treinamento de snipers é responsabilidade de professores habilitados pela Polícia Federal. A média de disparos feita por cada candidato varia de 800 a mil tiros durante o treinamento. As armas mais usadas durante o curso são fuzis de ferrolho (que tem alta precisão e pouco recuo) e semiautomáticos, como o AR 10, de fabricação americana. Só são aprovados os policiais que conseguem 100% de acerto nos disparos em provas como tiro noturno, tiro em movimento, tiro em ambientes fechados e disparo com barricada.”

Você precisa entender o governo Bolsonaro. Mas não conte com a grande imprensa. Leia AQUI

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 75 comentários