Para STJ, Capitu talvez não tenha traído Bentinho

Ao prender Joesley Batista et caterva na Operação Capitu, por terem desviado os investigadores de uma linha de investigação sobre o pagamento de propina a emedebistas, a PF havia concluído que Capitu traiu Bentinho com Escobar.

Agora o STJ resolveu que Capitu talvez não tenha traído Bentinho com Escobar.

No Brasil, as discussões inúteis são intermináveis.

Um lobista já é apontado como fonte de problemas do futuro governo Bolsonaro. LEIA AQUI

Temas relacionados:

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

  1. Nossa justiça é uma piada pro mundo. Reforma de decisões sem fim. Somos todos uma piada pro mundo. Brasileiro quer ser diferente, quer se sentir melhor que o resto do mundo. Bando de otários.

Ler mais 29 comentários
  1. Nossa justiça é uma piada pro mundo. Reforma de decisões sem fim. Somos todos uma piada pro mundo. Brasileiro quer ser diferente, quer se sentir melhor que o resto do mundo. Bando de otários.

  2. As vezes fico pensando…..Talvez não fosse melhor, antes de uma operação como esta ser efetivada, a PF, Procuradoria, e o Juiz de 1ª pedirem a benção do stj e stf ? ou arriscar e não ter vaza

  3. Chará, é exatamente isso que o nosso ilustre STF tem feito nesses anos todos: deixando a questão “em aberto”, para poder interpretá-la a seu bel prazer. A isso deram o nome de “insegurança jur

  4. Eu li Machado de Assis e o livro em que se baseou o nome da operação. Machado de Assis em seu livro realmente ora faz Capitu parecer uma mulher honesta, ora nem tanto. Concordo com o nome dado.

  5. Quem quer que se tenha dado ao trabalho de ler “Dom Casmurro” – e não seja analfabeto funcional, é claro – sabe que Machado de Assis deixou a questão da traição ou não de Capitu em aberto…

  6. A Justiça no Brasil é muito confusa, cheia de subterfúgios, pareceres, etc e tal. Nunca chegarão a um acordo e quem sofre é o “zé ninguém” da esquina. Para esse, sempre tem a resposta pronta.

    1. Precisamos de uma Justiça que atenda os nossos interesses. Se não serve a atual, que seja remodelada e que, já não se adaptar à Justiça que atende o pagador de imposto, que seja demitido.