Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Para tentar atrair Bolsonaro, PTB ofereceu ao presidente o direito de indicar senadores

Graciela Nienov disse a O Antagonista que o partido está "100% unido". Ela negou divisão interna em relação a esse assunto
Para tentar atrair Bolsonaro, PTB ofereceu ao presidente o direito de indicar senadores
Foto: Divulgação

No mês passado, Graciela Nienov, que se autodeclarou presidente interina do PTB com a prisão de Roberto Jefferson, reforçou o convite, pessoalmente, para que Jair Bolsonaro se filie ao partido.

Ela chegou a sugerir que o presidente desse uma resposta a tempo de anunciarem a filiação com uma grande festa no próximo dia 14 — 14 é o número do PTB, que, para ficar com a cara do bolsonarismo, reformulou recentemente o seu estatuto.

Bolsonaro sorriu diante da sugestão de Graciela, mas não estabeleceu um prazo para a sua resposta.

“Infelizmente, ele não definiu uma data para nos dar um retorno. A decisão é dele e temos que respeitar e aguardar”, disse a O Antagonista Graciela, que se apresenta nas redes sociais como “leoa conservadora”.

Graciela negou que Bolsonaro tenha exigido “carta branca” para se filiar ao partido. Ela disse não acreditar na possibilidade de, em caso de filiação, o presidente querer controlar os diretórios da sigla. E acabou deixando escapar o pedido feito por Bolsonaro.

“Ele não me pediu carta branca. Ele terá 100% o direito de indicar os senadores, que foi o pedido que ele me fez. O resto nós vamos costurar juntos.”

A Folha disse hoje que Lula e Jair Bolsonaro resolveram priorizar a eleição de senadores em detrimento das disputas de governos estaduais no próximo ano: entenda aqui.

Segundo Graciela, “o partido está 100% unido” e “todos nós queremos muito o Bolsonaro no PTB”. Ela negou divisão interna em razão desse assunto.

“Não há divisão alguma. Aqui não tem essa de ‘lá no Nordeste o povo do partido quer ir com o PT’. Aqui a gente está fechadinho com ele, 100%. Aqui é a casa conservadora, a casa dele.”

O comentário sobre o Nordeste e o PT é uma clara provocação ao PP, onde há filiados que querem caminhar com Lula. Mais cedo, André Fufuca, que está no comando do PP, disse a este site que, de 0 a 10, a chance de Bolsonaro se filiar ao partido está em 9 atualmente. Fizemos a mesma pergunta a Graciela.

“Eu gostaria que fosse 10. Mas acho que tem uma nota 7 aí”, respondeu.

Graciela também comentou as desavenças com Cristiane Brasil, filha de Roberto Jefferson, que deu uma entrevista a O Antagonista publicada no último sábado. Segundo a autodeclarada presidente interina do PTB, “se criou uma revolta muito forte” contra a ex-deputada, “que tem espalhado mentiras”.

“Mas eu não quero falar mal da Cris. Já fomos muito amigas.”

Mais notícias
TOPO