Parceiro de Wassef na elaboração de dossiês diz que advogado "tem talento incrível para lidar com escrivães de polícia"

Alvo da E$quema S, Ivan Guimarães entregou o parceiro Frederick Wassef, com quem trabalhou na elaboração de um dossiê contra Daniele Paraíso, ex-mulher de Orlando Diniz e ex-diretora jurídica da Fecomércio. Ele prestou depoimento espontâneo dias atrás à Lava Jato do Rio.

Segundo Guimarães, o então presidente da Fecomércio/RJ “tinha uma fixação muito grande na história da ex-mulher dele, Daniele [Paraíso]”.

E a real intenção de Diniz ao contratar sua empresa e o escritório de Luiza Eluf era “criminalizar condutas pessoais de Daniele Paraíso, algumas das quais sequer relacionadas a sua condição de funcionária do Sistema S (como, por exemplo, as relativas a guarda da filha comum do casal)”.

“Para tanto, ele também contratou FREDERICK WASSEF para defendê-lo – frise-se, defender ORLANDO – em processos criminais que desejava instaurar contra sua ex-esposa e demais funcionários que o colaborador ‘imaginava estar conspirando contra ele. Inclusive, ao justificar a indicação de FREDERICK WASSEF para ser contratado por ORLANDO DINIZ, o depoente IVAN GUIMARÃES afirma que WASSEF teria ‘um talento incrível para lidar com escrivães de polícia’.

Leia também: URGENTE: LAVA JATO DO RIO DENUNCIA FREDERICK WASSEF POR PECULATO E LAVAGEM DE DINHEIRO.

Leia mais: STJ: os ministros e seus familiares abastados que advogam na corte
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 9 comentários
TOPO