Parcelas extras do auxílio emergencial devem ser de R$ 300, confirma jornal

Reportagem de O Globo confirma que, conforme O Antagonista antecipou, o auxílio emergencial do governo Bolsonaro deve ser prorrogado por mais quatro meses, com parcelas de R$ 300.

O valor é um “meio-termo” defendido pelo presidente entre os R$ 200 que Paulo Guedes queria e os atuais R$ 600, considerados onerosos pelo governo.

Há a expectativa de que Bolsonaro anuncie ainda nesta sexta-feira (28) uma MP com os valores e os meses de prorrogação do auxílio (setembro, outubro, novembro e dezembro).

Interlocutores do Planalto afirmam que ainda não há definição sobre o Renda Brasil. Como publicamos mais cedo, Guedes levou hoje a Bolsonaro opções de financiamento do programa diferentes do corte do abono salarial.

Leia mais: Exclusivo: a casa secreta de Brasília onde ministro conspira contra ministro
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 9 comentários
TOPO