Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

“Parece realmente que derrubar Bolsonaro não é prioridade”

PDT de São Paulo responsabiliza "sectarismo de parte da esquerda" pelo cancelamento dos protestos contra Bolsonaro
“Parece realmente que derrubar Bolsonaro não é prioridade”
Reprodução/Twitter/Ciro Gomes

O PDT de São Paulo responsabilizou parte da esquerda pelo cancelamento dos protestos contra Jair Bolsonaro, que estavam marcados para esta segunda-feira

Em nota, o presidente municipal do partido, Antonio Neto, afirmou que os ataques a “várias lideranças nos últimos atos, acabou prejudicando a construção de uma grande frente ampla contra Bolsonaro no dia 15 de novembro”.

No ato do dia 2 de outubro, na Avenida Paulista, Ciro Gomes (foto) foi hostilizado e teve de deixar a manifestação com seu carro sob ataques de pedaços de pau.

“Parece realmente que derrubar Bolsonaro não é prioridade para alguns, que preferem deixá-lo “sangrando” para que ele supostamente chegue mais fraco às eleições do ano que vem. Uma aposta arriscada que coloca em risco a nossa democracia”, diz Neto.

O PDT, junto com movimentos e centrais sindicais, decidiu aderir à manifestação prevista para 20 de novembro, Dia da Consciência Negra.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....