ACESSE

A parede falsa do tucanato

Telegram

Os tucanos se bicam pela candidatura em 2018.

Enquanto isso, o delator Adir Assad revela que o operador do PSDB paulista, Paulo Preto, tinha em seu apartamento uma parede falsa para esconder as malas de propina das empreiteiras.

Diz O Globo:

“Adir Assad contou aos procuradores ter conhecido o local onde, segundo ele, Paulo Vieira de Souza, conhecido como Paulo Preto, ex-diretor da Dersa, guardava dinheiro que recebia das empresas, sob a alegação de que os recursos abasteceriam o caixa 2 de campanhas tucanas”.

 

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 3 comentários