Partidos vão rachados para a eleição na Câmara; esqueça o placar por bancadas

Partidos vão rachados para a eleição na Câmara; esqueça o placar por bancadas
Foto: Divulgação/Agência Senado

Esqueça as contagens de votos por bancadas na eleição da Câmara. Como temos insistido, esta será, especialmente, “a eleição da traição” e os candidatos precisarão buscar os votos individualmente.

Do lado de Baleia Rossi (MDB), há dúvidas se PSB e PSL conseguirão assinaturas da maioria da bancada para confirmar o ingresso formal dos partidos no bloco do grupo político de Rodrigo Maia. O próprio DEM não é certeza de unidade, muito pelo contrário.

Do lado de Arthur Lira (PP), há dissidências em pelo menos três partidos que anunciaram apoio ao deputado de Alagoas: PROS, Solidariedade e PTB.

Na esquerda, com exceção do PCdoB, que promete votar unido, todas as siglas estão com fissuras: além do PSB, há divergências nas bancadas do PDT e, principalmente, do PT, que tem 53 deputados.

A eleição será em fevereiro do ano que vem. A votação é secreta.

Leia mais: Nenhuma outra publicação cobre o STF com a independência, o olhar crítico e as informações de bastidores da Crusoé
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO