Passando o bastão

Lula e Dilma Rousseff entregaram o Dnocs ao PP.

Agora eles estão entregando também o Banco do Nordeste e o Codevasf.

É uma corrida para escapar do impeachment.

É uma corrida também para escapar da cadeia, em que Lula, Dilma Rousseff e Ciro Nogueira, o presidente do PP, passam o bastão um para o outro.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;

Ler 24 comentários
  1. Eu concordo com o Ricardo. O Esteves foi doar uma grana preta para Universidade mais rica do mundo enquanto a educação no Brasil está uma porcaria? Só fez a doação para aparecer, que tome prejuízo!

  2. O tratamento a brasileiros está assim em todo o resto do mundo, acredite, ninguém nos respeita. Já perdi projetos por ser brasileiro, ninguém confia, o PT nos ferrou.

  3. Vocês realmente acreditam que o Lula, que paga 20 advogados para ingressarem com ações milionárias no STF precisa REALMENTE de um cargo que pague R$ 33.000,00 por mês? O que seria do cargo de ministro se não fosse o tal do “foro privilegiado”, hã?

  4. Infelizmente, nesta Quinta-Feira sem interferência de Harvard, o STF garantirá POR MAIORIA DE VOTOS o foro previlegiado e a posse do Lula como Ministro Chefe da Casa Civil com remuneração de R$33.000,00.

  5. Infelizmente, não tenho mais o autor da seguinte citação aproximada (é provável que tenha sido alguém no site The Unz Review): “Harvard é um hedge fund com alguns cursos como apêndice.”

  6. . Harvard é a esquerda chique e festiva, não desmerecendo, é claro, a Instituição no todo; a seu corpo docente e formados nela. Yale é outra coisa, bem Republicana. .

  7. Senhores! Isto está me parecendo o preâmbulo de alguma notícia bombástica. Estou me perguntando: quem ofereceu o dinheiro a Havard, quanto foi, quem recebeu, e, principalmente, o motivo da “negociação”. “PelamordeDeus”, não nos mate de curiosidade!

  8. Sobre Harvard, recomendo a leitura da opinião de Nassim Taleb (Antifrágil). É devastador, sobretudo, quando fala que se trata de uma instituição que, inadvertidamente, tem uma natureza “soviética” (planejamento central da ciência), com todos os desvios que daí nascem (como podemos ver no PT e no Brasil em geral).

  9. O português dessa senhora está meio americanizado. Devolvê-los sem maneiras soa estranho, não? Tomara que Esteves peça a grana de volta e patrocine com ela a edição do livro.