Pato com laranja

Demerval Gusmão resumiu sua participação, como laranja, na compra do terreno que seria destinado ao Instituto Lula pela Odebrecht:

“Entrei nesse processo como laranja e hoje vejo que eu fui um pato.”

1 comentário

Comentários temporariamente fechados.
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.