Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Guedes pede ajuda para aprovar privatização da Eletrobras, ainda sem relatório no Senado

Palácio do Planalto escala interlocutores para tentar avançar com a tramitação da proposta, que poderá caducar na próxima terça-feira
Guedes pede ajuda para aprovar privatização da Eletrobras, ainda sem relatório no Senado
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O Palácio do Planalto acionou ministros e lideranças governistas para tratorar ainda hoje a votação da MP que abre caminho para a privatização da Eletrobras no Senado.

A proposta já passou pela Câmara, onde ganhou um monte de jabutis, e precisará ter sua tramitação concluída até a próxima terça-feira (22) para não perder a validade. Ainda é possível que, a depender da votação no Senado, o texto precise de nova análise pelos deputados.

O Antagonista apurou que PSD e Podemos, a segunda e a terceira maiores bancadas, estão unidos pela impugnação dos penduricalhos inseridos no texto original pelos deputados, como o que permite a criação de uma reserva de mercado para Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs) e a renovação das usinas contratadas no âmbito do Programa de Incentivo às Fontes Alternativas de Energia Elétrica (Proinfa).

Até o início da tarde desta quarta-feira (16), o relator da MP no Senado, o governista Marcos Rogério (DEM), ainda não tinha apresentado seu relatório. Partidos de esquerda, além dos senadores do Podemos e do PSD, sinalizaram que não aceitam votar a proposta sem conhecimento prévio do relatório.

Na noite de ontem, os ministros de Minas e Energia, Bento Albuquerque, e da Economia, Paulo Guedes, dispararam mensagens aos senadores pedindo ajuda para não deixar a MP caducar. O líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB), fez uma ligação atrás na outra na tentativa de chegar a um acordo com os pares, o que ainda não ocorreu.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO