Paulo Guedes: "Se só eu quero a reforma, pego o avião e vou morar lá fora"

Paulo Guedes anunciou que, se a reforma previdenciária for inferior a 800 bilhões de reais, daqui a alguns meses abandona o governo, pega um avião e vai morar no exterior.

Ele disse para a Veja:

“Eu não sou irresponsável. Eu não sou inconsequente. Ah, não aprovou a reforma, vou embora no dia seguinte. Agora, posso perfeitamente dizer assim: ‘Olha, já fiz o que tinha de ser feito. Não estou com vontade de ficar, vou dar uns meses, justamente para não criar problemas, mas não dá para permanecer no cargo’. Se só eu quero a reforma, vou embora para casa. Se eu sentir que o presidente não quer a reforma, a mídia está a fim só de bagunçar, a oposição quer tumultuar, explodir e correr o risco de ter um confronto sério… pego o avião e vou morar lá fora.”

Comentários

  • Bernardo -

    Antagonistas, acompanho vocês há alguns anos e admiro o jornalismo feito por vocês. Neste post, no entanto, houve uma omissão (da frase "Isso não existe.". Pode dar margem a interpretações negativas.

  • Rogemon -

    Perfeito Guedes. Enquanto Vc mata um leão por dia para ver essa reforma aprovada, Bolsonaro discute armamento, carteira de motorista, pontos na carteira. O cara é um perdido, Não sabe o que quer!

  • Ivanilson -

    Segura aí ministro! é isso que o atraso quer que gente como o senhor abandone o barco! Resista, eles ainda se mexem na lata que nem siri, mas alguns já estão presos e outros logo o serão ou morre

Ler 91 comentários