Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Paulo Martins reconhece dificuldade para aprovar PEC do voto impresso

Deputado que preside a comissão que debate a proposta disse torcer para que Braga Netto não tenha feito ameaças às eleições de 2022
Paulo Martins reconhece dificuldade para aprovar PEC do voto impresso
Foto: Divulgação

O deputado Paulo Eduardo Martins (PSC), presidente da comissão especial da PEC do voto impresso na Câmara, admitiu a dificuldade em aprovar a proposta.

Questionado por O Antagonista sobre o impacto do episódio envolvendo o ministro da Defesa, Walter Braga Netto, na tramitação da PEC, ele respondeu:

“Já estava difícil. Assim permanece.”

Segundo o Estadão noticiou ontem, Braga Netto associou a realização das eleições no ano que vem à aprovação do voto impresso. Leia aqui a reportagem de capa da nova edição da Crusoé.

Martins disse a este site torcer para que os relatos de ameaças não sejam verdadeiros.

“Torço para que o episódio não tenha ocorrido. De qualquer forma, tudo que gere instabilidade não é bom para o país. Nenhuma instituição deve ultrapassar suas linhas.”

Na última reunião da comissão da PEC do voto impresso antes do recesso parlamentar, Martins encerrou a sessão abruptamente e deixou os colegas falando sozinho: reveja aqui.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO