Paulo Pimenta: "ação persecutória" da Lava Jato no RJ é "criminalização da advocacia"

Paulo Pimenta: “ação persecutória” da Lava Jato no RJ é “criminalização da advocacia”
Foto: Agência Câmara

O deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) foi ao Twitter lamentar a Operação E$quema S, da Lava Jato no Rio, que realizou buscas no escritório do advogado de Lula, Cristiano Zanin, e no escritório do advogado de Jair Bolsonaro, Frederick Wassef.

“O que acompanhamos hoje é, talvez, a mais grave ameaça ao estado democrático de direito desde a ditadura. A ação persecutória do juiz Bretas baseada em delação do ex-presidente da Fecomércio-RJ, cliente do mesmo escritório de advocacia que atende a Flávio Bolsonaro é a criminalização da advocacia”, escreveu o deputado petista.

Cristiano Zanin já é réu.

Leia tambémFecomércio era a galinha dos ovos de ouro de Teixeira, Zanin e seus amigos advogados

Leia mais: O ministro que deixa a presidência do STF não deixará saudades. Mas um legado preocupante
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 86 comentários
TOPO