Paulo Preto é condenado a 27 anos por cartel no Rodoanel

Apontado como operador do PSDB, Paulo Vieira de Souza, o Paulo Preto, foi condenado pela juíza federal Maria Isabel do Prado a uma pena de 27 anos e oito dias.

De acordo com a sentença da juíza, sete anos dessa pena têm de ser cumpridos em regime fechado.

O ex-diretor da Dersa e outras 32 pessoas haviam sido denunciados pelo Ministério Público pela formação de um cartel de empreiteiras para a construção do trecho sul do Rodoanel.

A lama por baixo do desastre de Brumadinho. Acompanhe aqui!

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 116 comentários
  1. Bandido é bandido, não obstante as chicanas do padrinho e as patranhas do seu partido. Que o quadro mudou, mudou, graças ao contribuinte, no papel de Davi-Eleitor, avesso à zumbificação.

    1. A Lava Jato conseguiu reaver um monte (da cordilheira) de recursos públicos surrupiados por bandidos travestidos de políticos, confiantes na impunidade, cortesia de políticos togados.

    2. E a grana depositada na Suíça? A lista, segundo dizem, é robusta. A sentença prova que ideologicamente há só duas correntes, a do Cocho e a da Gamela. Cleptocracia pressupõe Quadrilhão.

    1. Ei! Você aí avisa pro Gilmar, codinome Gigi. Vai soltar, não solta não, você vai ver a grande delação, que eu fazer, até você cair. Segura essa pika boca mole é Gigi.

  2. Sem foro privilegiado e sem o guarda-chuva do comparsa gilmar venal barata e recebendo chumbo de todos os lados,não demora muito e vai cantar como um calouro em programas do tipo,cheio de fé.

    1. Essa figura que ERA TELEVISIVA e levou um pé-no-rabo da emissora está ficando cada vez mais insuportável. A coluna dêle é um destroyer disparando à esmo contra Bolsonaro.