Paulo Skaf diz que não vai disputar reeleição na Fiesp

Paulo Skaf diz que não vai disputar reeleição na Fiesp
Foto: Flávio Florido / Ricardo Yoithi Matsukawa-ME / Sebrae-SP.

No comando da Fiesp dede 2004 e prestes a encerrar seu quarto mandato, Paulo Skaf anunciou nesta quarta-feira (19) que não tentará modificar o estatuto para disputar novamente a presidência da entidade, registra a Folha.

O empresário convocou uma reunião com cerca de 30 presidentes de sindicatos, que fazem parte da Fiesp, para dizer que abriria mão de uma nova reeleição.

Segundo o jornal paulistano, em maio, Skaf estava se movimentando para tentar permanecer na presidência, mas desistiu ao enfrentar resistências à ideia na federação e o crescimento do número de opositores. Em sua gestão, ele já havia feito duas alterações no estatuto da entidade.

Candidato ao governo paulista nas três últimas eleições, o presidente da Fiesp foi derrotado em todas, por Geraldo Alckmin (duas vezes) e por João Doria.

No final de abril, Skaf foi denunciado pelo MP-SP e pela Procuradoria Regional Eleitoral, junto com Marcelo Odebrecht e Duda Mendonça, por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e caixa dois em montante superior a R$ 5 milhões na campanha para o governo de São Paulo em 2014.

Em maio, a Justiça aceitou a denúncia. O empresário nega as acusações.

Leia mais: O erro dos governadores na pandemia. Clique aqui para ler mais
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 7 comentários
TOPO