Pazuello diz a ministros do Mercosul que tratamento precoce 'fez e faz a diferença'

Pazuello diz a ministros do Mercosul que tratamento precoce fez e faz a diferença
Foto: Adriano Machado/Crusoé

Em reunião com ministros da Saúde de países do Mercosul, Eduardo Pazuello defendeu hoje que o “tratamento precoce” da Covid-19 “fez e faz a diferença”.

O Ministério da Saúde, logo após a saída de Nelson Teich, mudou o protocolo da pasta e ampliou a possibilidade de uso da cloroquina para pacientes com sintomas leves do coronavírus.

“O que fez e faz diferença para nós foi o tratamento precoce, a mudança de protocolo de cuidado aos pacientes com Covid-19.”

Pazuello ainda disse que a curva de casos e óbitos de Covid-19 no Brasil foi “alongada”, por causa das dimensões continentais do país.

“As terceiras e quartas ondas precisam ser compreendidas como resultado já da crise econômica que vem daí, com a violência doméstica, com o feminicídio, com os estupros domésticos, finalizando na sua última onda com a saúde mental, chegando ao suicídio e à automutilação. Isso está acontecendo no nosso país, são as quatro ondas da pandemia.”

A reunião não foi transmitida, e a Saúde divulgou apenas uma nota com trechos das falas dos ministro.

Leia também: “Pazuello, ‘diagnóstico precoce’ da Covid-19 ‘determina o sucesso de todo o processo'”.

Mais lidas
  1. Mensagens de WhatsApp revelam que militares bolsonaristas perderam a chance de comprar vacinas

  2. Huck 2026?

  3. "Não faltam pacientes nas UTIs que tomaram cloroquina"

  4. "Rodrigo Maia mente!"

  5. Carluxo sem imunidade

Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 59 comentários
TOPO