Pazuello diz a ministros do Mercosul que tratamento precoce 'fez e faz a diferença'

Pazuello diz a ministros do Mercosul que tratamento precoce fez e faz a diferença
Foto: Adriano Machado/Crusoé

Em reunião com ministros da Saúde de países do Mercosul, Eduardo Pazuello defendeu hoje que o “tratamento precoce” da Covid-19 “fez e faz a diferença”.

O Ministério da Saúde, logo após a saída de Nelson Teich, mudou o protocolo da pasta e ampliou a possibilidade de uso da cloroquina para pacientes com sintomas leves do coronavírus.

“O que fez e faz diferença para nós foi o tratamento precoce, a mudança de protocolo de cuidado aos pacientes com Covid-19.”

Pazuello ainda disse que a curva de casos e óbitos de Covid-19 no Brasil foi “alongada”, por causa das dimensões continentais do país.

“As terceiras e quartas ondas precisam ser compreendidas como resultado já da crise econômica que vem daí, com a violência doméstica, com o feminicídio, com os estupros domésticos, finalizando na sua última onda com a saúde mental, chegando ao suicídio e à automutilação. Isso está acontecendo no nosso país, são as quatro ondas da pandemia.”

A reunião não foi transmitida, e a Saúde divulgou apenas uma nota com trechos das falas dos ministro.

Leia também: “Pazuello, ‘diagnóstico precoce’ da Covid-19 ‘determina o sucesso de todo o processo'”.

Leia mais: Confira um resumo das principais matérias da edição passada e entenda por que você não pode ficar de fora das próximas.
Mais notícias
TOPO